fbpx
Lista de viagemPowered by Rock Convert

Quer saber como é possível fazer viagens baratas sem abrir mão de conhecer locais incríveis? Você está no lugar certo! Saiba que nem sempre é preciso juntar muito dinheiro para conseguir sair de casa nos fins de semana, feriados prolongados ou férias. Basta que você tenha um bom planejamento financeiro e saiba escolher o destino de acordo com o orçamento previsto para a viagem.

Neste guia, vamos mostrar a você como viajar de forma econômica. Leia o conteúdo até o fim e comece a planejar sua próxima viagem, aliando diversão e a chance de conhecer outras culturas e lugares diferentes!

1. Escolha destinos mais próximos

O seu orçamento pode até ser mais apertado, mas isso não é motivo para ficar em casa e adiar a tão sonhada viagem de férias. É totalmente possível se organizar bem e fazer passeios mais baratos, realizando o seu desejo de viajar todo ano e conhecer novos lugares.

O primeiro passo para viajar de forma econômica é pesquisar os destinos mais próximos de onde você mora. Assim, o custo das passagens de avião ou ônibus será menor, afinal, quanto maior a distância, mais caras são as tarifas de transporte.

Há uma série de destinos nacionais incríveis para conhecer, e, com certeza, há ao menos um deles bem perto de você. A escolha deles depende do que você gosta de fazer e do período escolhido para pegar a estrada.

2. Aproveite as milhas e os pontos do cartão de crédito

Você usa o cartão de crédito para tudo? Se não, este pode ser o momento ideal para começar fazer isso! Não entendeu? Calma, vamos explicar! Há alguns anos, viajar com milhas vem sendo uma opção cada vez mais considerada por quem deseja fazer viagens baratas.

Usando o cartão, você consegue acumular pontos nos programas de fidelidade e, depois, trocá-los por milhas. Assim, dependendo do quanto conseguir acumular, poderá pagar, pelo menos, um dos trechos dessa maneira.

Essa já é uma grande economia para a sua viagem! Lembre-se de que a estratégia vale apenas para quem é disciplinado e paga a fatura do cartão na data certa, sem usar aquele o artifício de pagamento rotativo, que acaba por elevar muito as taxas de juros.

3. Entre para um clube de viagens

Você já ouviu falar em clube de viagens? Eles foram criados especialmente para quem está sempre em busca de formas de fazer viagens baratas.

Os clubes funcionam como uma forma de juntar dinheiro especificamente para aquele passeio tão sonhado. Após efetuar o pagamento de uma taxa de adesão, o associado escolhe o pacote que melhor lhe atende — se é um fã de viagens em família, a preferência é por pacotes que incluam acomodação para mais pessoas. Se o foco é fazer uma viagem romântica, a ideia é levar em conta a duração da lua de mel ou do passeio a dois.

Após a definição do pacote, o valor das mensalidades a serem pagas será definido. E vale destacar que participar de um clube de viagens tem inúmeras vantagens. Uma das maiores é a possibilidade de viajar mesmo em alta temporada, períodos de férias ou feriados. Basta fazer sua reserva com antecedência!

Outro benefício é que, com o pagamento das mensalidades, arcar com os gastos de hospedagem em uma viagem deixa de ser um dos pontos críticos da empreitada e passa a ser algo extremamente simples.

O clube de viagens funciona como um compromisso, ou seja, você se vê diante da possibilidade de viajar mais vezes por ano, pois já tem a hospedagem paga. Sua única preocupação será escolher o destino, elaborar o roteiro e juntar o dinheiro para os passeios e a alimentação. Não é incrível?

4. Fuja da alta temporada

Embora exista a possibilidade de viajar em alta temporada com o clube de viagens, quem está buscando economizar no passeio deve evitar esse período. Aliás, essa é uma regra clássica para os viajantes que não desejam gastar muito quando estão fora de casa.

Acontece que,durante a alta temporada tudo fica mais caro — de hotéis a passagens de avião, alimentação, ingressos para atrações etc. Portanto, o ideal é se organizar e escolher datas que fujam dos períodos em que os lugares estão cheios de turistas.

No entanto, caso você só consiga viajar nos feriadões ou nas férias escolares, não desanime. Há muitos destinos em que o conceito de alta e baixa temporada depende de outros fatores, o que nos leva ao próximo tópico.

5. Pesquise muito

A internet facilitou a vida de quem deseja fazer o roteiro de viagem perfeito, de acordo com seus desejos e necessidades. Portanto, faça uma lista de lugares que você gostaria de conhecer e pesquise quais são as melhores épocas do ano para ir até eles. Seja flexível e escolha aqueles mais adequados ao período em que pretende viajar.

Quem pode tirar férias fora dos meses escolares, por exemplo, consegue pegar um tempo bom para visitar algumas das melhores praias em meses como março, abril, setembro e outubro. Nesses períodos, alguns destinos oferecem atrações por preços mais baixos. O importante é não se fechar em apenas uma ideia e até pedir indicações para amigos antes de escolher.

Outra maneira de economizar é mantendo a flexibilidade quanto ao local escolhido. Claro que muitas pessoas sonham em conhecer lugares famosos, como as capitais dos países da Europa Ocidental ou as cidades mais conhecidas dos Estados Unidos. No entanto, há muitos outros lugares incríveis fora dessa rota e que podem custar menos para o seu bolso, proporcionando uma experiência única.

6. Planeje com antecedência

Deixar para a última hora é o pior erro de quem deseja fazer viagens baratas. Hoje em dia, há uma série de promoções, tanto para a reserva de hospedagens quanto para as passagens, que beneficiam as pessoas que começam a planejar seus roteiros com antecedência.

O ideal é que você faça isso pelo menos três meses antes de arrumar as malas. Parece muito para você? Saiba que esse prazo passa rápido e que é o suficiente para obter bons descontos e conseguir organizar seu roteiro com tranquilidade e segurança.

7. Economize na alimentação

Uma alternativa para gastar menos nas suas viagens é poupar na hora de se alimentar. Isso não significa, de forma alguma, passar fome fora de casa! Porém, você pode escolher melhor os lugares em que fará suas refeições — deixando para usar o dinheiro que sobra para outras diversões.

O café da manhã oferecido pelo hotel, por exemplo, pode ser bem aproveitado se você tornar essa refeição mais reforçada. Para as próximas do dia, procure em sites e blogs dicas de restaurantes mais baratos para almoçar, que estejam fora do circuito de turismo.

Além disso, lanches em cafés podem ser substituídos por alimentos comprados em mercados locais, assim como garrafas de água para consumir durante os passeios. Outra dica que deve ser considerada é a possibilidade de se hospedar em apart-hotéis. Em sua estrutura, essas acomodações têm uma pequena cozinha, que permite preparar suas próprias refeições e viajar de forma econômica.

8. Fique de olho nas taxas

A empolgação pela possibilidade de conhecer um novo destino faz com que, muitas vezes, não atentemos a pequenos detalhes que podem trazer grandes impactos no orçamento de quem busca por viagens baratas. E um desses aspectos é a cobrança das taxas.

Em geral, as taxas mais surpreendentes são aplicadas a quem opta por fazer a viagem de avião. Aquela promoção inacreditável, que lhe faz correr para o site da companhia aérea e adquirir os tickets em um impulso, muitas vezes, não é tão atrativa assim, se considerarmos as taxas adicionais ao valor promocional.

Por isso, contenha a emoção e leia nas entrelinhas! Esse é o maior segredo para não ter surpresas desagradáveis na hora de acertar as contas da viagem.

9. Viaje com bagagem de mão

Com a recente mudança na regulação das companhias aéreas, a mala de porão — aquela que antigamente podia pesar até 16 ou 23kg — passou a ser cobrada de forma independente do custo da passagem. Isso significa que para viajar de avião com uma mala grande é preciso desembolsar mais uma quantia.

Diante dessa informação, temos apenas duas opções: encarar o encargo ou aprender a viajar apenas com a bagagem de mão, que segue gratuita se atender às medidas e peso estipulados por cada companhia. Pode parecer terrível de início, mas a restrição de espaço acaba nos ensinando algumas lições importantes, como:

  • carregar apenas aquilo que é realmente necessário;
  • ter estratégia na escolha dos itens;
  • dar preferência àquilo que é leve e neutro;
  • não exagerar nos acessórios;
  • otimizar todos os espaços da mala.

10. Otimize os trajetos

Há algumas dicas de ouro para otimizar os trajetos de quem busca viagens baratas. A primeira delas diz respeito à escolha da acomodação. Pense na economia gerada por um hotel ou pousada localizado na região central do destino visitado. Isso significa evitar gastos com transporte, uma das principais alternativas para viajar de forma econômica.

Também é possível elaborar melhores trajetos em viagens internacionais ou para múltiplos destinos. Por exemplo, se for visitar a região centro-oeste do Brasil, tente escolher cidades próximas para conhecer. Se viajar de carro, o truque também é válido — faça paradas durante o trajeto até o destino final e aproveite a oportunidade para conhecer mais lugares sem gastar além do planejado com combustível.

11. Tenha flexibilidade nas datas

Pequenos detalhes fazem a diferença no planejamento de quem faz viagens baratas. Muitas vezes, alterar a data de entrada ou saída de uma acomodação ou atrasar ou adiantar o voo um ou dois dias pode ser o suficiente para conseguir tarifas substancialmente menores.

Isso acontece porque os valores das passagens, por exemplo, variam de acordo com horas do dia, períodos sazonais e dias da semana. Ter flexibilidade (ainda que pequena) na data da viagem pode significar uma grande economia!

12. Anote todos os gastos

Essa dica se estende do primeiro ao último dia da viagem. Afinal, a melhor forma de planejar viagens baratas é aprendendo com as experiências. Por isso, coloque na planilha cada um dos gastos envolvidos em suas viagens quando o objetivo for economizar. Isso vale para o pré-viagem e todo o período do passeio.

Contabilize passagens, transporte, documentação, itens necessários para a bagagem, souvenirs, alimentação, passeios etc. Conhecer a origem dos gastos ajuda a avaliar com maior clareza tudo aquilo que é essencial e o que é supérfluo, podendo ser cortado do orçamento nas próximas oportunidades.

Uma das melhores maneiras de viajar de forma econômica é por meio do controle financeiro. E, por sorte, a tecnologia está a nosso favor. Nada de se preocupar com cadernos e pedaços de papel: hoje em dia há uma série de aplicativos de celular que ajudam a manter a ordem nos gastos de viagem. Basta procurar aquele com a melhor interface e aproveitar!

13. Questione seus gastos

Essa dica é, na verdade, um mantra que deve acompanhar todo viajante que quer economizar. Antes de embarcar em um passeio, entrar em uma atração turística paga ou comprar algum item, lembre-se da pergunta: eu preciso mesmo disso?

Sabemos que carregar lembranças dos lugares que visitamos é uma ótima forma de fazer com que o momento dure para sempre, mas, que tal pensar em outras maneiras de atingir este objetivo?

14. Aposte em um roteiro com atividades gratuitas

Engana-se quem acha que, para se divertir em uma viagem, é preciso investir alto e frequentar apenas eventos requisitados e caros. Todos os destinos apresentam aquele roteiro alternativo, repleto de atividades gratuitas, e que muitas vezes colocam o turista em contato com a cultura do local, rendendo emoções e vivências inesquecíveis.

Alguns destinos oferecem uma gama maior de atividades gratuitas para quem busca viagens baratas. Quando estiver pensando no destino do passeio, lembre-se das cidades interioranas, dos pequenos refúgios naturais e também dos grandes centros, como Belo Horizonte e São Paulo, que dispõem de um grande leque de pontos turísticos para conhecer sem desembolsar nada.

Viu como dá para viajar de forma econômica e ainda assim aproveitar o destino? Com um bom planejamento e seguindo as nossas dicas, é possível fazer viagens baratas todos os anos sem gastar mais do que o seu orçamento permite.

Se nosso artigo motivou você a fazer as malas e colocar os pés na estrada, compartilhe a publicação em suas redes sociais e nos ajude a mostrar a mais pessoas que viajar faz bem — e que viajar com pouco é possível!

Você-precisa-viajarPowered by Rock Convert