fbpx
Lista de viagemPowered by Rock Convert

Todos sabemos que não existe idade para viajar. A verdade, é que, para cada faixa etária, há inúmeras opções de destinos e programas turísticos. Nesse sentido, é possível, sim, fazer roteiros para a terceira idade garantindo bastante descanso e diversão também nessa fase da vida. Além do mais, todo mundo precisa, em algum momento do ano, escapar da cidade em um fim de semana, mesmo que por dois ou três dias, não é mesmo?

Essa é uma oportunidade perfeita para viver novas aventuras, fazer amizades e recarregar as energias antes de voltar à rotina. Porém, será que você sabe elaborar como um roteiro que atenda ao que você deseja e, principalmente, às necessidades comuns dessa faixa etária? Ter essa organização pode garantir ainda mais viagens no ano. Aliás, esse sonho de estar sempre vivendo experiências novas também é fácil de realizar, se você se programar.

Já está na expectativa pelas próximas aventuras? Então, continue a leitura e aprenda como elaborar roteiros para a terceira idade, quais são os 8 melhores destinos nessa faixa etária e como viajar mais, se permitindo aproveitar todos eles! Venha com a gente!

Como elaborar roteiros para terceira idade?

Elaborar um roteiro de viagem para a terceira idade requer a análise de alguns aspectos específicos. Afinal, trata-se de um público com interesses, gostos e algumas exigências próprias. Confira, a seguir, quais são esses aspectos, para elaborar os melhores roteiros.

Leve em consideração seus interesses e gostos

Partir para um destino só porque alguém disse que vale a visita pode ser arriscado. Assim, ao elaborar seu roteiro, leve em consideração, em primeiro lugar, os próprios interesses e gostos. A melhor viagem é aquela que se encaixa no seu perfil. Isso significa avaliar se prefere praia ou montanha, por exemplo, assim como o clima que mais agrada você.

Ainda, confira quais atividades podem ser feitas na localidade e busque aquelas que ofereçam mais opções do que você gosta de fazer. Por exemplo, se aprecia visitar igrejas ou ambientes religiosos, procure ir a locais que tenham essa característica. Por outro lado, se quiser conhecer mais sobre a cultura e a história de uma região, escolha cidades com várias atrações nesse sentido. Isso aumentará as chances de você sair satisfeito da experiência que vai viver!

Escolha bem o destino

Depois de refletir sobre o que seria a viagem ideal para você, é hora de escolher o destino. Para isso, é preciso avaliar aspectos importantes envolvendo acessibilidade, locomoção e atividades que exijam pouco esforço físico. Portanto, prefira locais de fácil acesso e onde as atrações sejam próximas uma das outras.

Observe se há transporte interno facilitado e opte por programas mais tranquilos. Tudo isso evita o cansaço natural provocado por longas caminhadas, já que o objetivo é poupar energia. Também é importante pensar na distância a ser percorrida até o local pretendido. Afinal, não se pode esquecer que, por ser uma viagem de fim de semana, não vale a pena gastar muito tempo no deslocamento. Então, prefira regiões mais próximas de onde você mora.

Analise as características da acomodação

Além das questões relacionadas à cidade para a qual você vai, é fundamental analisar as acomodações disponíveis nela. Avalie as hospedagens quanto à infraestrutura de lazer e, principalmente, em relação aos quartos. Verifique, por meio de fotos ou comentários de quem já se hospedou naquele local, se o acabamento deles é bom e se não há mofo, por exemplo.

Outros pontos a serem analisados dizem respeito à locomoção e ao acesso aos espaços dentro e fora do hotel ou pousada onde você pretende ficar. Caso haja muitos andares ou longas distâncias a serem percorridas, confira se há elevadores ou carrinhos de transporte.

Quais são os melhores destinos para essa faixa etária?

Por atenderem às exigências características de uma viagem para a terceira idade já mencionadas acima, algumas localidades são ideais a essa faixa etária. Conheça algumas das mais indicadas agora.

1. Campos do Jordão

roteiros terceira idade

Campos do Jordão fica a cerca de 180 km de São Paulo, capital. A cidade é conhecida por seu clima ameno, cheio de geadas e névoa durante o inverno, em razão de estar localizada no alto da Serra da Mantiqueira, uma cadeia de montanhas que atravessa os estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Além de ser o principal chamariz da cidade, o clima faz com que a região ganhe ares europeus.

Por conta disso, ela é repleta de edifícios com características arquitetônicas do Velho Continente, como o enxaimel, que vão fazer você se sentir em outro país. Um dos pontos de interesse da cidade é a Cervejaria Baden Baden, que oferece tours e degustações da bebida produzida no local.

Quem vai a Campos do Jordão não pode deixar de visitar pontos turísticos, como o Morro do Elefante. Lá, é possível fazer um passeio de teleférico e admirar a vista incrível de toda a cidade. O Horto Florestal, o Borboletário, o Pedalinho e o Parque Floresta Encantada são outras atrações locais que oferecem muita diversão em meio à natureza.

O centro de Campos do Jordão é chamado de Vila Capivari, região repleta de bares, restaurantes, lojas e, até mesmo, um shopping. O lugar é ideal para comprar artesanato, roupas de frio, como malhas e tricôs, e muitos chocolates.

2. São Roque

roteiros terceira idade

São Roque é uma cidade do interior de São Paulo, localizada a cerca de 70 km da capital, que é conhecida como ponto inicial da rota do vinho. Seu clima predominantemente mediterrâneo favorece o crescimento das uvas e, na cidade, foram instaladas vinícolas diversas, que oferecem tours privados, além de almoços e degustações. Quem visita o local no mês de janeiro pode, ainda, colocar a mão na massa e fazer parte da vindima, que é o processo de colheita da uva.

Porém, nem só de vinho vive a cidade. Há outras atrações que merecem uma visita. Por exemplo, já na chegada, você pode admirar e tirar fotos no Portal de entrada. Trata-se de uma construção colorida em estilo europeu onde funciona o Posto de Informação Turística.

E, se quiser observar São Roque de outro ponto de vista, há o Morro do Cruzeiro, onde fica um mirante. É possível acessá-lo percorrendo 550 metros de subida caminhando ou de carro. De lá, você pode apreciar uma bela vista da região central da cidade.

Ainda, se você gosta de programas religiosos, não pode perder a visita à Igreja Matriz de São Roque, construída em 1935 e a maior dedicada ao Santo no Brasil. A bela construção é ornamentada com uma decoração detalhista, com pinturas de artistas plásticos italianos.

3. Holambra

roteiros terceira idade

Holambra é conhecida por ser a capital estadual das flores. Durante o verão e a primavera, milhares de pessoas se dirigem à cidade, localizada a cerca de 130 km da capital, por conta de seu festival de primavera, a Expoflora.

Como outras atrações, a cidade concentra, ainda, em sua entrada, o Portal Turístico, uma construção com arcos e fachadas de tijolos que lembram as construções holandesas. Um pouco mais à frente, há o monumento Memorial do Imigrante, uma homenagem aos holandeses que fundaram o município.

Você também pode passear pelo “boulevard holandês”, que fica na Rua Dória Vasconelos, repleta de casinhas coloridas em estilo característico. Lá, há lojas, um banco e restaurantes. A cidade conta, ainda, com um Museu Histórico e o Moinho dos Povos Unidos.

4. Ouro Preto

roteiros terceira idade

Ouro Preto é uma das cidades históricas mais importantes de todo o Brasil. Ela está localizada em Minas Gerais, a menos de 100 km da capital do estado, Belo Horizonte. Ouro Preto foi palco dos movimentos da Inconfidência Mineira e perpetua locais como o Museu da Inconfidência, localizado na Praça Tiradentes.

A cidade tem, ainda, a Igreja de São Francisco de Assis, que apresenta pinturas impressionantes em seu interior. Outros santuários locais incluem a Basílica Menor de Nossa Senhora do Pilar, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos e a Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia.

Se o espírito for de viagem de aventura, é possível contratar guias de turismo que fazem pequenos tours pelas minas de ouro exploradas durante o período colonial do Brasil, como a Mina de Chico Rei, a Mina du Veloso e a Mina de Ouro da Passagem.

O Museu Casa dos Contos ajuda a retratar parte da exploração do ouro que aconteceu na cidade, em especial, na parte dos impostos abusivos que eram cobrados pela coroa portuguesa. Vale a visita para descobrir um pouco mais sobre a história local.

5. Gramado

roteiros terceira idade

Gramado é uma cidade localizada na Serra Gaúcha, a cerca de 125 km de Porto Alegre, que também é muito procurada por quem busca fazer roteiros para terceira idade.

A cidade também tem um clima ameno e muitas atrações tranquilas, perfeitas para quem quer se divertir sem deixar o sossego de lado.

Quem visita Gramado pode conhecer alguns lugares, como o lavandário, um enorme campo de lavanda, que, durante a primavera, forma um verdadeiro cenário para fotos incríveis. A cidade conta, ainda, com os pedalinhos do Lago Negro, que oferecem um passeio romântico.

Como atração singular, há o Mini Mundo, um museu feito com miniaturas de alguns dos principais pontos turísticos do mundo, como a Torre Eiffel e o Museu do Ipiranga. Há, também, um museu de cera, o Dreamland, e o Mundo a Vapor, dedicado inteiramente a contar a história dos objetos movidos a vapor. Para fechar a aventura em Gramado, o público pode aproveitar e realizar uma visita ao Reino do Chocolate, uma enorme fábrica de doces e guloseimas.

6. Caldas Novas (Goiás)

Que tal descansar dentro de uma piscina de águas aquecidas naturalmente? Em Caldas Novas, no estado de Goiás, isso é possível. A cidade é bastante procurada por idosos exatamente por esse motivo.

Ela conta com excelente infraestrutura de hospedagem, formada por resorts de alta qualidade e com o máximo conforto. Além dos espaços desses resorts, os turistas também podem aproveitar o dia no parque aquático ou visitar cachoeiras e piscinas naturais.

Um pouco mais longe das águas quentes, é possível fazer um turismo religioso na cidade e visitar o Santuário Nossa Senhora da Selete. Sua estrutura moderna começou a ser erguida em 1999 e conta com um templo e um altar campal que abriga até 650 romeiros sentados. Trata-se de um destino muito frequentado por religiosos que fazem romaria em setembro para a localidade.

7. Socorro (São Paulo)

Socorro é um município do estado de São Paulo, localizado a 138 quilômetros de distância da capital. Ele permite um turismo acessível, já que possui estrutura adaptada para pessoas com dificuldade de locomoção em geral.

Um passeio bastante interessante para os idosos é a visita ao Morro do Cristo, que está 913 metros acima do nível do mar e de onde se pode observar uma bela paisagem. Nele, há uma estátua de Jesus Cristo e, embaixo dela, um oratório. Além disso, por estar próximo à Serra da Mantiqueira, ele oferece muitas opções de atividades em contato com a natureza, como um passeio por trilhas no Parque Ecológico Monjolinho, próximo ao Rio do Peixe, ou no Parque dos Sonhos.

No mês de agosto de cada ano, acontecem na cidade as comemorações da Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, padroeira da localidade. É o período em que acontece, também, a Festa do Morango.

8. Águas de Lindoia (São Paulo)

Essa cidade localizada a 185 km de carro da capital, próximo à divisa com Minas Gerais, faz parte do Circuito das Águas e oferece ambientes tranquilos, tipicamente interioranos. Por esse motivo, merece estar no seu roteiro para terceira idade.

Ao visitá-la, você pode fazer um passeio de trenzinho que passa pelas atrações turísticas da região, excelente para quem não quer ou não pode andar longas distâncias. Outra opção é passar bons momentos junto à natureza, na Praça Adhemar de Barros. Aproveite para dar algumas voltas de pedalinho no lago que existe lá.

Na localidade, há também o Thermas Hot World, um parque aquático formado com piscinas de águas quentes. Nele, há opções para toda a família, incluindo os idosos, como o espaço do bar molhado.

Uma atividade interessante para turistas é passar o tempo na Rua Minas Gerais, repleta de lojinhas para você comprar lembrancinhas para as pessoas queridas. À noite, é possível circular pela cidade e sentar-se em bares e restaurantes que ficam movimentados principalmente nos períodos de alta temporada.

O que fazer para viajar mais?

Depois de conferir os atrativos de cada um dos destinos listados, você deve estar com aquela vontade de fazer várias viagens para conhecer todos eles, certo? Ao contrário do que muita gente pensa, isso não é impossível. Com planejamento e a contratação de um bom clube de viagens, você pode fazer isso!

Trata-se de uma opção econômica, já que será preciso pagar apenas um valor mensal, podendo usufruir de 7, 14 ou 21 diárias nos destinos que quiser. Você ainda pode contar com café da manhã para duas pessoas, créditos em produtos turísticos, atendimento especializado para ajudar a montar seu roteiro e muito mais!

Sendo assim, depois de ler este texto, você viu que sempre é tempo para viajar, mesmo que por um fim de semana apenas. Todos precisamos esse “luxo” vez ou outra. Ainda, percebeu que montar roteiros para a terceira idade não é difícil. Basta colocar em prática as dicas que listamos acima, sempre se atentando ao que você pretende com aquela aventura e à estrutura do local. E, quanto ao destino, opção é o que não falta!

Mas, se você deseja escolher não um lugar, e sim vários deles, a melhor forma de fazer isso é adquirindo um clube de viagens. Como visto, esse serviço garante economia e conforto. Afinal, o objetivo, ao fazer uma viagem, é descansar. Então, nada melhor do que não ter preocupações ao programar suas próximas viagens!

Gostou dessas informações e quer saber mais sobre viagem? Curta nossa página no Facebook ou procure nosso atendimento!

Você-precisa-viajarPowered by Rock Convert