fbpx
Lista de viagemPowered by Rock Convert

Embora proporcione alegrias, ser mãe exige da mulher uma dupla jornada: em casa e no trabalho. Nesse contexto, é normal que você se sinta cansada. Porém, quando essa exaustão se torna constante, é importante refletir sobre as suas possíveis causas, pois o cansaço exagerado pode gerar distúrbios, como o chamado Mommy Burnout.

Você sabe o que ele é? Pois deveria. Afinal, estamos falando de saúde mental. Ela é importante até mesmo para que você consiga cumprir todas as suas tarefas domésticas e profissionais, atendendo às necessidades dos pequenos e ao que o trabalho exige. E, para evitar os problemas decorrentes do acúmulo de responsabilidades, algumas estratégias são bastante efetivas.

Quer saber mais sobre o Mommy Burnout, entendendo as suas causas, e descobrir o que fazer para evitá-lo? É só continuar a leitura e conferir!

O que é Mommy Burnout e quais são os seus sintomas?

O termo Burnout já era utilizado para denominar o distúrbio mental relacionado ao excesso de trabalho, mas passou a ser aplicado, também, no contexto da maternidade. Trata-se do estresse crônico decorrente da sobrecarga de tarefas relacionadas aos cuidados com os filhos, principalmente nos primeiros meses ou anos deles.

Em razão disso, muitas mulheres passam a conviver com a ansiedade, a apatia, a exaustão física e emocional, entre outros problemas. Além desses sintomas, outras evidências de que esse distúrbio está se manifestando são:

  • falta de energia para tarefas diárias;
  • irritação excessiva;
  • pensamentos negativos recorrentes;
  • falta de interesse no cuidado com os filhos;
  • desânimo para atividades prazerosas que antes a mulher gostava de fazer.

É claro que os afazeres domésticos e os cuidados com os filhos geram cansaço. No entanto, a manifestação desses sinais indica que ele está acima do normal, exigindo a adoção de medidas para minimizar a sensação de esgotamento. Caso contrário, a situação pode evoluir para quadros depressivos ou alteração da pressão arterial, que pode levar a um ataque cardíaco, por exemplo.

Quais são as causas desse problema?

Como mencionado, o fator principal para que o Mommy Burnout se desencadeie não é a maternidade, mas a maneira como ela é vivida, principalmente quando há excesso de atribuições sobre a mãe. No entanto, mais detalhadamente, alguns aspectos podem aumentar a tendência ao surgimento desse distúrbio, e, ainda, ao seu agravamento.

Em primeiro lugar, é importante pontuar que as mamães mais dedicadas e exigentes com elas mesmas estão mais propensas a desenvolvê-lo. Não há problema algum em querer o melhor para os pequenos, mas, quando isso passa a representar uma sobrecarga mental, acaba se tornando a fagulha para que a chama do transtorno se acenda.

Além disso, outra causa para que ele ocorra pode ser a concentração de tarefas na mãe. É verdade que a maternidade gera felicidade e representa a realização de um sonho para a mulher. Por isso, muitas delas chamam para si grande parte da responsabilidade de cuidar sozinhas dos filhos. Em alguns casos, por outro lado, elas não têm escolha.

Porém, uma dedicação integral, fazendo com que os interesses e as necessidades da mulher fiquem de lado, pode comprometer outros aspectos da sua vida, inclusive a sua saúde mental. Nesse contexto, até mesmo o cuidado com os pequenos pode ficar prejudicado, pois uma das evidências do Mommy Burnout, como visto, é a falta de interesse em dar assistência a eles. Assim, a própria maternidade acaba se tornando um fardo.

Como evitá-lo?

Embora acometa muitas mulheres sem que muitas delas percebam, é plenamente possível evitar o Mommy Burnout, adotando algumas medidas que ajudam a tirar a sobrecarga da mamãe. Elas envolvem o controle do estresse, o cuidado consigo mesma, a distribuição de tarefas e o desfrute dos momentos de diversão. Entenda!

Gerencie seu estresse

É compreensível que, com o acúmulo de responsabilidades pessoais e profissionais, você sinta dificuldade em controlar o seu humor e manter-se mais calma. Mas, com um pouco de prática, você verá que consegue, sim, gerenciar o seu estresse.

Experimente tirar 15 minutinhos do seu dia para fazer exercícios de respiração. Caso não saiba como praticá-los, basta buscar na internet, já que há vários sites que podem ensinar isso. A meditação também pode ser uma forte aliada na missão de controlar o nervosismo e manter o foco. Se não conseguir fazer sozinha, você pode usar vídeos, podcasts ou aplicativos para isso. É fácil!

Cuide de si mesma

Não é raro ver mães que, de tanto se preocuparem com o bem-estar dos seus pimpolhos, acabam se esquecendo de si mesmas. Porém, para que eles tenham o melhor cuidado, você também deve estar bem, tanto física quanto mentalmente.

Portanto, procure praticar atividades físicas e alimentar-se bem. Buscar tratamentos estéticos ou para os cabelos, por exemplo, também ajuda a melhorar a sua relação com a sua imagem e, consequentemente, elevar a sua autoestima. Cuide de você, e isso se refletirá na sua relação com os pequenos!

Distribua tarefas

Para que você não se sinta esgotada devido ao acúmulo de afazeres domésticos, é preciso aprender a distribuir tarefas. Assim, o ideal é que as atribuições sejam divididas entre o casal ou, até mesmo, com outros membros da família, como os avós, por que não?

Afinal, todos eles têm um pouco de responsabilidade sobre os pequenos e podem ajudar na criação e no cuidado deles. Dessa maneira, você terá mais tempo para cuidar de si mesma e poderá, até mesmo, ter momentos mais agradáveis com os filhos, sem a pressão de cumprir obrigações.

Viaje mais

Ainda que sejam buscadas atividades para se distrair, permanecer nos mesmos ambientes e imerso na rotina pode agravar o estresse. Vamos combinar, todo mundo precisa de um descanso de vez em quando, mesmo quando se trata da tarefa de ser mãe, não é mesmo? Por isso, uma das maneiras mais efetivas de evitar o Mommy Burnout é viajando mais.

A verdade é que conhecer lugares incríveis e pessoas diferentes, viver novas experiências e divertir-se permite que a gente esqueça um pouco a correria do dia a dia. Isso ajuda a ter mais qualidade de vida e também a melhorar a relação com a maternidade. Tal resultado se deve ao fato de que, ao retornar depois de alguns dias relaxando, você estará com as energias recarregadas e, ainda, mais disposta para cumprir suas obrigações.

Assim sendo, você deve saber que ser mãe não é um mar de rosas o tempo todo, é verdade. No entanto, quando isso passa a gerar sofrimento mental, é preciso atenção, pois um quadro de Mommy Burnout pode estar se desenvolvendo sem que você perceba. Manifestações específicas relacionadas podem evidenciar isso, como visto.

Nesse caso, é preciso repensar alguns comportamentos, colocando em prática atitudes que amenizam a sobrecarga da maternidade no seu dia a dia. Porém, mais do que aliviar o peso da rotina, às vezes, é preciso fugir dela. Para isso, uma viagem é a solução perfeita. Mas que tal fazer várias por ano? Com um clube de viagens, é possível. Esse serviço é o que faltava para você ter o tão merecido descanso com muita segurança, comodidade e economia!

Gostou de saber dessas informações e dicas? Então, compartilhe-as nas suas redes sociais, para que seus amigos também entendam o que é Mommy Burnout e como evitá-lo!

Porque #ViajarFazBem

Você-precisa-viajarPowered by Rock Convert