fbpx
Lista de viagemPowered by Rock Convert

Sabe quando os dias ficam mais longos, o sol chega para dizer “bom dia” mais cedo, a temperatura vai subindo e até os passarinhos estão mais barulhentos? Descobriu de que estação do ano estamos falando? Já despertou aquela vontade de colocar o pé na estrada? Fazer uma viagem no verão é, sem dúvidas, uma delícia.

Justamente por ser uma estação do ano estimulante, é a época mais movimentada no segmento de turismo, e por isso requer mais atenção e tempo em seu planejamento. Antes de começar a preparar a bagagem que, diga-se de passagem, é bem menor que uma mala de inverno, confira as melhores dicas em um guia de viagem, que criamos especialmente para esse período tão esperado! Boa leitura!

Qual é a importância do planejamento de viagens?

Planejar qualquer coisa com antecedência é o melhor caminho para minimizar as chances de algo não sair como se espera. Você consegue encontrar melhores preços de passagens e de hospedagem e tem tempo para escolher o destino com calma. Também pode ser um exercício muito agradável. Imagine chegar à sua casa depois de um dia estressante de trabalho e mergulhar numa deliciosa busca por destinos, passeios, passagens etc.

Um pouco de tempo e organização resultam em uma viagem sem sustos e que fica dentro do seu orçamento. Você pode destinar um valor mensal até a data, para que não tenha que desembolsar tudo de uma vez. É durante o planejamento que você vai descobrir se os seus dias de folga são compatíveis com o destino escolhido.

Como planejar uma viagem de verão?

Para escolher o destino, você vai precisar refletir um pouco sobre quais são as suas expectativas. Não é porque você vai fazer uma viagem nessa época do ano, que precisa ir, necessariamente, para a praia! Existem outros passeios turísticos que são incríveis e que não ficam no litoral. Mas se você ama praia, tudo bem, o verão é perfeito para ela!

Pense sobre as experiências que gostaria de viver. Passear de veleiro e participar de um luau na praia, visitar geleiras (isso mesmo, esses passeios só podem ser feitos no verão!) ou percorrer trilhas desafiadoras e paisagens lindas em meio à natureza.

Leve em consideração o tempo que você tem disponível para essa viagem no verão. Você deve considerar que, ao menos, 2 dias do período total serão destinados aos deslocamentos. A permanência no local vai variar para cada roteiro, e alguns podem exigir mais tempo por terem mais atrações.

Quais são as vantagens de viajar no verão?

São muitos os benefícios de viajar no verão, começando pela bagagem. Uma mala com roupas leves ocupa muito menos espaço do que uma mala de inverno. São roupas que costumam secar rapidamente, então, é bem fácil levar poucas peças e lavá-las. Aqui também tem economia, porque vai refletir em menos itens despachados, caso você vá de avião.

Para quem gosta da vida ao ar livre e curte esportes, essa é a época ideal (exceto para aqueles que vão esquiar, claro!). Algumas atividades só podem ser praticadas quando as condições climáticas estão boas. Ou seja, outro ponto para uma viagem no verão!

Mais disposição! Controvérsias à parte, viajar no calor é muito mais animador, salvo algumas exceções, claro. Ninguém vai ficar confortável em andar sob um sol de 40ºC. Mas o inverno é muito mais preguiçoso, isso sem contar as muitas camadas de roupas e o “tira e põe” cada vez que você muda de ambiente.

Como os dias são mais longos, você tende a aproveitar muito mais o passeio. Em viagens nacionais, talvez isso não seja tão marcante, mas para quem vai para o hemisfério norte, isso faz uma grande diferença, pois o sol acaba se pondo por volta das 22 horas. Uma boa esticada no dia!

Quais cuidados devem ser tomados nesse planejamento?

Por ser considerado um período de alta temporada, viajar no verão pode significar um aumento nas despesas, caso você opte por sair em feriados ou férias escolares. A vantagem de se planejar com muita antecedência é que você pode conseguir melhores tarifas e pacotes promocionais.

Quando estiver escolhendo o destino, busque informações sobre o clima em cada época do ano. Em alguns lugares, o verão é muito chuvoso, e isso acaba atrapalhando os passeios. Já pensou ter que caminhar por um centro histórico com os pés encharcados e carregando um guarda-chuva? Em rios e cachoeiras, o volume de água aumenta muito e pode ser perigoso. Nos destinos de cidades, evite o auge do verão, pois caminhar no asfalto sob um sol escaldante nunca é uma boa escolha.

Também tenha muita atenção com a comida, pois o calor pode estragá-la facilmente. Tenha cuidado com alimentos expostos ao sol ou vendidos sem embalagem e refrigeração adequadas. Certifique-se de que, no destino que você escolheu, há boas opções de estabelecimentos que respeitam as normas de higiene. Beba bastante água, mas verifique a procedência.

Quais são os melhores destinos para viajar no verão?

Vamos listar, aqui, alguns destinos muito especiais e que combinam bem com uma viagem no verão. Anote as dicas a seguir.

Maragogi – AL

Esse espetáculo de lugar está a 130 km ao norte da capital de Alagoas, Maceió, e 136 km ao sul de Recife. Com uma população aproximada de 30 mil habitantes, é o segundo lugar turístico de Alagoas que mais recebe visitas. Os grandes atrativos são as praias e piscinas naturais de águas cristalinas, repletas de peixinhos coloridos. Elas se formam em meio aos corais durante a vazante e são muito visitadas pelos turistas.

A maré baixa expõe uma larga faixa de areia que favorece os passeios de buggy à beira-mar. O céu azul, a brisa, os coqueiros e o mar emolduram perfeitamente esse paraíso. Barra Grande, Antunes, Ponta de Mangue e Peroba são só algumas das praias que você deve conhecer.

Há boas opções de hospedagens, como pousadas e resorts all inclusive. Tudo que você precisa para aquelas férias dos sonhos!

A culinária é rica e saborosa, com muito peixe, camarão e lagosta. Sem contar outras delícias da região, como o bolo de goma e a tapioca.

Gramado – RS

Localizado na Serra Gaúcha, a 130 km de Porto Alegre, engana-se quem pensa que esse é um destino só de inverno! São muitos parques com vistas incríveis, museus, exposições, vinícolas e restaurantes. Nos meses de novembro, dezembro e janeiro, a cidade ganha ares de Natal em cada esquina, com lindas decorações, apresentações, paradas e musicais.

A partir dela, é possível conhecer outras cidades próximas e que também merecem uma visita. Canela está a apenas 6 km. Charmosa e com muitas opções de lazer, é quase uma extensão de Gramado. Conheça a belíssima Catedral de Pedra e a Cascata do Caracol e participe de um jantar temático com danças gaúchas típicas!

A 100 km, você encontra o Parque Nacional dos Aparados da Serra, um lugar cheio de natureza e com dois cânions que são simplesmente lindos: Itaimbezinho e o Fortaleza. A caminhada pela trilha do primeiro é mais tranquila e tem uma boa infraestrutura. A outra exige um pouco mais, mas vale muito a pena conhecer. Em dias de sol, é possível enxergar o litoral, que está a 100 km! No inverno, os ventos são gelados e intensos, por isso, é uma boa opção fazer a viagem no verão.

Vitória – ES

Capital do estado do Espírito Santo, a região é composta por um conjunto de 33 ilhas e uma parte continental. Viajar para Vitória é conhecer uma cidade moderna, de lindas praias, mas também entrar em contato com a história da colonização, já que sua fundação se deu no século XVI.

Conheça o Palácio Anchieta, um dos mais antigos prédios do Brasil. Sua construção iniciou-se no ano de 1570 para abrigar um colégio e contou com a participação de Padre José de Anchieta. Aproveite para caminhar pela orla da praia de Camburi, e quem sabe fazer sua própria panela de barro! Isso mesmo, a moqueca capixaba é um de seus mais famosos e deliciosos pratos, e você pode confeccionar a sua própria panela se visitar a Associação de Paneleiras de Goiabeira!

Muito perto, a cerca de 50 km, está a bela Guarapari, um destino turístico muito procurado por capixabas e mineiros, com belas praias e ótimos bares e restaurantes. Para quem quer fugir do agito, existem opções, como as praias de Setibão e dos Padres.

Pouso Alto – MG

Encravada no meio da Serra da Mantiqueira, a 1.200 metros de altitude, esse é o destino dos amantes da natureza e, por que não, de história. É a segunda localidade mais antiga do estado e faz parte da rota turística Estrada Real. Passaram por aqui nomes importantes da nossa história, como Princesa Isabel, Fernão Dias Paes Leme e Borba Gato.

A proximidade de 4 parques florestais — Floresta Nacional de Passa Quatro, Parque Estadual do Papagaio, Área de Preservação Ambiental da Mantiqueira e o Parque de Itatiaia — faz com que a natureza na região seja exuberante.

As muitas trilhas levam a cachoeiras com piscinas naturais que trazem um refresco agradável para quem faz essa viagem no verão e vão ajudar a gastar as energias ganhas com as delícias caseiras, típicas da culinária mineira — pão de queijo, doces, geleias, queijos etc.

Belém – PA

Essa cidade repleta de prédios históricos teve dias majestosos e gloriosos durante o ciclo da borracha, trazendo prosperidade e desenvolvimento para a capital paraense. A proximidade com a Floresta Amazônica e o oceano Atlântico confere características únicas, sendo a região cercada por rios e florestas, e suas atividades são reguladas pelo calor e pelas chuvas diárias.

A história e a gastronomia compõem o ponto alto da cidade, com o icônico mercado Ver-o-Peso e suas excentricidades. Aproveite para experimentar pratos típicos com ingredientes ainda pouco conhecidos no resto do país, como o tucupi e o jambu.

Tire um dia para fazer um passeio de barco e conhecer algumas das 39 ilhas que fazem parte do município. Outro lugar que vale uma esticada é a Ilha de Marajó, com 3 horas de barco partindo de Belém ou 30 minutos de avião. Considerada o maior arquipélago fluviomarítimo (rio e mar) do mundo, tem um imenso rebanho de búfalos. Você pode provar a culinária que utiliza ingredientes provenientes desses rebanhos, como a muçarela de leite de búfala.

O que levar na bagagem para a viagem de verão?

Já falamos que a mala de quem faz uma viagem no verão é bem mais básica e simples, mas existem alguns itens que são imprescindíveis. Primeiro, é preciso pensar nos tipos de passeios que se pretende fazer. Se a sua intenção é só relaxar na praia e aproveitar o mar, roupas leves e de banho vão compor o arsenal. Mas se, além disso, você pretende desbravar algumas trilhas, pense em roupas e calçados apropriados.

Inclua uma ou duas peças que possam ser usadas em ocasiões um pouco mais formais, talvez para um jantar em um restaurante descolado, uma noite de balada ou até uma ida ao teatro.

Uma bolsa de remédios para alguma emergência, além daqueles de uso regular e específico, claro, pode ser muito útil. Lembre-se também de repelentes e protetores solares. Veja uma lista com mais itens, para usar como referência:

  • desodorante, sabonete, xampu e condicionador;
  • pasta, escova e fio dental;
  • perfume;
  • lâmina de barbear (para viagens mais longas);
  • remédios básicos (analgésico, antitérmico, antialérgico, remédio para regulação da flora intestinal);
  • lencinhos umedecidos;
  • antisséptico e curativos;
  • soro fisiológico.

Com essas dicas, é muito fácil montar um maravilhoso roteiro de viagem no verão, programando os passeios com antecedência e diminuindo as chances de passar por situações que ofusquem o brilho das suas férias. Tirar um tempo para investir no planejamento pode fazer uma grande diferença entre uma viagem incrível e uma decepcionante. Busque por destinos alternativos e incomuns, você vai se surpreender com lugares encantadores.

Não importa a época do ano escolhida, agora, você já sabe como se organizar e tornar suas férias sempre incríveis! E nós vamos sempre contribuir para que você fique cada vez mais expert nisso, oferecendo um conteúdo inovador e de qualidade. Assine nossa newsletter e prepare-se, pois novidades vêm por aí! Porque #ViajarFazBem!

planejar-feriasPowered by Rock Convert