fbpx
Lista de viagemPowered by Rock Convert

O Paraná é um dos estados que compõem a região sul. E é nele que fica a linda e florida cidade de Maringá. Ela está entre as três maiores cidades do estado e tem uma população estimada de 420 mil habitantes.

Chamada de cidade canção, pois seu nome tem origem em uma canção do compositor Joubert de Carvalho, foi criada de maneira diferente de outras cidades do Brasil. Planejada e concebida para ter ruas e avenidas largas e arborizadas. O projeto é do arquiteto e urbanista Jorge Macedo Vieira a pedido da Cia Melhoramentos Norte do Paraná.

De olho no potencial agrícola da região, que tem uma terra avermelhada e rica em nutrientes, produtores rurais de São Paulo e Minas Gerais e, mais tarde, os ingleses, viabilizaram sua construção. A data oficial de sua fundação é 10 de maio de 1947.

Vamos dar um passeio por essa cidade e descobrir como planejar a viagem perfeita? Acompanhe a leitura!

Como chegar a Maringá?

Avião

As principais companhias aéreas do Brasil operam voos para essa cidade. O aeroporto fica a 12 km do centro da cidade. Há estacionamento e locadoras de veículos no local. Há também uma linha de ônibus, 528A Aeroporto, que liga o local a um terminal no centro da cidade.

Carro

As estradas da região são consideradas boas, e pode ser bem tranquilo chegar até o local de carro. O trajeto pode levar em torno de 6 a 12 horas, partindo de algumas das principais cidades:

  • partindo de São Paulo – SP-280/BR-374;
  • partindo do Rio de Janeiro – BR-116 e BR-374;
  • partindo de Curitiba – BR-376;
  • partindo de Porto Alegre – BR-153.

Ônibus

O terminal rodoviário de Maringá está situado na região central da cidade, portanto, se você decidir ir de ônibus, vai desembarcar numa boa localização.

Quando ir?

Situada na região centro norte do Paraná, Maringá apresenta temperaturas altas nas estações mais quentes, em torno de 30ºC, e 10ºC no inverno. Pode haver geadas nos meses mais frios, mas não é muito frequente.

As chuvas são relativamente regulares ao longo dos meses, por isso, pode ser visitada o ano todo, depende apenas de você preferir frio ou calor.

Nas épocas mais quentes, você vai encontrar as praças e os jardins mais floridos, o que deixa a cidade ainda mais bela. Em compensação, no inverno, os dias tendem a ter céu mais azul e ensolarado.

Como andar pela cidade?

Você pode usar o transporte público que tem uma boa malha e dá acesso aos principais pontos turísticos.

Por ter ruas e avenidas largas, Maringá tem um trânsito tranquilo e sem engarrafamentos. As várias rotatórias possibilitam maior fluidez, e o trafego fica mais leve. Uma das maravilhas de uma cidade planejada.

A cidade também estimula o uso da bicicleta por ser plana e ter uma boa malha cicloviária. Suas avenidas arborizadas e parques são um convite para umas pedaladas.

Maringá tem ótimas condições de calçadas, rampas e acessibilidade, facilitando a vida de pessoas que usam de cadeiras de rodas.

Onde ficar?

A cidade é dividida em 53 zonas por questões administrativas e dispõe de uma boa rede hoteleira. Se você está de carro, pode escolher qualquer uma, mas se estiver a pé, opte por uma zona mais central.

Por ser uma cidade que tem muitas universidades, portanto, frequentada por jovens estudantes, é possível encontrar várias hospedagens mais acessíveis, como hostels.

O que comer?

Maringá não tem nenhum título de polo gastronômico, mas conta com uma culinária rica, influenciada pela cultura alemã, italiana e japonesa, já que a cidade tem a segunda maior colônia no estado.

Então, você pode escolher se quer saborear os pratos feitos com carne suína, típicos da cozinha alemã, as massas de origem italiana ou um rodízio de comida japonesa.

A cidade também elegeu seu prato típico, o cachorrão, que é um cachorro-quente gigante. O pão é bem maior que o tradicional, e o recheio, bem, esse é a gosto do freguês. A variedade é enorme. As salsichas representam uma opção, claro, mas também podem entrar linguiça, carne moída, cebolas etc. E, para tudo ficar dentro do pão, eles são prensados. Vale a pena provar.

O que fazer?

A cidade de Maringá é linda, arborizada e florida. Veja, a seguir, as principais atrações.

Catedral Basílica Nossa Senhora da Glória

Com uma arquitetura única, essa construção em formato de cone tem um diâmetro externo de 50 m e altura de 124 m, considerando a cruz no topo. É um dos cartões postais da cidade. Seus dezesseis belíssimos vitrais completam a construção de maneira imponente.

Essa catedral é considerada o mais alto monumento religioso da América Latina.

Parque do Ingá

Localizado na região central da cidade e de fácil acesso, esse parque tem lago artificial, pista de caminhada, academias ao ar livre, jardim japonês, píer com pedalinhos e lanchonete. Além disso, há muito verde e uma natureza exuberante.

Mercadão de Maringá

Situado em um bairro agradável, esse centro comercial tem vários boxes que vendem toda a diversidade de alimentos, como frutas, temperos, cervejas, queijos, vinhos e doces.

Passeio de jardineira

Por que não começar por esse passeio, que é uma ótima maneira de conhecer os principais pontos da cidade? Eles acontecem aos finais de semana e feriados, saindo de frente da catedral.

Museu Dinâmico Interdisciplinar

Inaugurado em 1985 pela Universidade Estadual de Maringá e localizado dentro do campus, é um museu dedicado às ciências. Há acervos das áreas de física, matemática, geografia, zoologia e paleontologia.

Com o objetivo de levar conhecimento científico a todos, é uma atração que agrada a todas as idades.

Templo Budista Jodoshu Nippakuji

Inaugurado no ano de 1983, foi construído utilizando a tradicional técnica japonesa de encaixe, sem pregos ou parafusos.

Parque Alfredo Nyffeler

Mais um dos muitos espaços verdes planejados de Maringá, com 104 mil m² de extensão, tem lago artificial, campo esportivo para futebol suíço e rúgbi, parque infantil, mirante, pista de corrida e caminhada.

Você pode planejar essa e muitas outras viajens durante o ano, de maneira muito simples e segura, com um investimento mensal que caiba no seu bolso, através de um Clube de Viagens.

Gostou dessas dicas? Quer conhecer mais um lugar incrível para viajar? Clique aqui e veja por que viajar para Vitória!

Você-precisa-viajarPowered by Rock Convert