fbpx
Lista de viagemPowered by Rock Convert

Viajar faz bem e nós defendemos a inclusão e diversidade, em que todas as pessoas podem e devem se beneficiar realizando sonhos de conhecer destinos incríveis. Para pessoas que não dependem de cadeira de rodas, as facilidades são imensas e, muitas vezes, nem é pensado ou refletido sobre as condições dos viajantes cadeirantes. Para entender melhor a importância do tema, convidamos nosso jovem aprendiz Thiaguinho para conversar sobre o assunto. Confere!


Tempo de leitura: 8 minutos

Sobre o que vai ler: Acessibilidade, inclusão, hotéis adaptados


Thiaguinho é jovem aprendiz do time de Produto, nadador profissional e, que muitas vezes, viaja para competir. Ele conta que nem todos os hotéis são adaptados, apesar de que “dão um jeito”. Alguns têm portas que ele não passa, outros, ele precisa dar uma volta enorme por fora do hotel para ir tomar café da manhã.

Mas são os detalhes que facilitam sua locomoção e melhoram sua estadia. Como por exemplo: pias e secadores de mão baixos, banheiros adaptados, corrimão, rampas de acesso às dependências, como salão de café da manhã, elevador, entrada para recepção, áreas de lazer e muito mais. Quando viaja com a SBTUR, Viajar Faz Bem, ele diz que sempre encontram os melhores hotéis


É Lei

Mas você sabia que existe um decreto que estabelece que as áreas de livre acesso aos hóspedes com: recepção, escadas, rampas, elevadores, restaurantes, garagens, enfim, as áreas de circulação devem respeitar normas de acessibilidade? 

Existe é o Decreto nº 5.296, de 2004. Além disso, as regras se aplicam também às áreas de lazer, salas de academia, convenções, spa, piscinas, saunas e toda infra que o hotel disponibiliza ao seu hóspede. Assim, todos podem desfrutar das comodidades e serviços oferecidos, sem que sua condição física, sensorial, mental ou intelectual interfira. Isso é inclusão!

Todos os estabelecimentos construídos até 29/07 de 2014, têm até quatro anos contados desde o dia 02/03/2018 para adaptarem-se às novas regras. O mínimo será 10% dos dormitórios acessíveis, 5% adaptados conforme características construtivas e recursos estabelecidos no decreto. Outros 5%, de precisam ter chuveiros com barra deslizante, vãos de passagem livre, barras de apoio no box do banheiro, entre outros itens. 

Ah, atenção! 90% dos quartos, precisam ter garantia de oferta de ajuda técnica aos hóspedes sempre que solicitado, ou de recursos de acessibilidade, que estão previstos no decreto. 

Dessa forma, não somente melhora a qualidade de vida dos hóspedes com algum tipo de deficiência, mas é humano, é decente e dá liberdade e independência a pessoas que já passam por muitas adaptações no dia a dia. 

O objetivo de viajar de cadeira de rodas é incluir essas pessoas como qualquer outra nas dependências dos hotéis. É garantir que tenham acesso e que a cadeira é só um facilitador e não um impedimento à diversão e aos benefícios que o hóspede busca ao escolher sua hospedagem. 

Temos uma equipe especializada para essa e outras questões. Quer saber mais

Então, venha conversar com a gente!

Porque #ViajarFazBem

Você-precisa-viajarPowered by Rock Convert
planejar-feriasPowered by Rock Convert