fbpx
Lista de viagemPowered by Rock Convert

Quando pensamos naquela sonhada viagem de férias, logo nos vem à mente o quanto a experiência nos transformará, certo? Mas você já parou para pensar no quanto a sua presença transforma os lugares visitados? Essa é a essência do turismo sustentável, assunto sobre o qual falaremos no post de hoje.

De acordo com o Índice de Turismo Sustentável: aprimorando o ambiente de viagem global, divulgado pelo The Economist, nosso país ocupa o sétimo lugar na lista dos 10 países avaliados.

Isso significa que temos alguns pontos positivos em nossas políticas turísticas, mas ainda há um longo caminho a percorrer. Os primeiros colocados da lista (França e Alemanha) são destaques em coordenar esforços com organizações não governamentais, incentivar a redução da pegada ecológica de empresas do segmento e proteger ativos culturais e históricos.

Quer entender melhor o que é turismo sustentável, sua importância e como adotar medidas a seu favor? Então, continue a leitura! Falaremos sobre tudo isso a seguir.

O que é turismo sustentável?

Uma atividade sustentável é aquela que opera em níveis equilibrados, oferecendo o suficiente para abastecer o consumidor sem se esgotar.

Partindo desse princípio, podemos dizer que turismo sustentável é aquele que atende às necessidades dos turistas e dos locais de forma equalizada. Isso significa que, assim como oferece aos viajantes a oportunidade de desfrutar de destinos incríveis, esse tipo de turismo proporciona ao lugar as condições necessárias para que ele se desenvolva.

O oposto do turismo sustentável é conhecido como turismo predatório. Nele, práticas adotadas de forma inconsequente esgotam os recursos naturais, interferem na expressão cultural e causam desequilíbrio na sociedade.

Depois de ler um pouco sobre os conceitos de turismo predatório e sustentável, convidamos você para uma reflexão: em qual deles você se encaixa?

Por que o turismo sustentável é importante?

Nosso planeta se encontra em um momento crítico com relação à sustentabilidade, tanto em aspectos ambientais quanto em aspectos econômicos e sociais. Não à toa, a ONU lançou, em 2015, a Agenda 2030 e os 17 ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), convocando os países a assumirem responsabilidades para garantir o desenvolvimento sustentável em diversos segmentos, como mudanças climáticas, consumo consciente, erradicação da fome e pobreza etc.

No setor de turismo e viagens, o esforço foi transformado em um manual. O Guia Turismo e Responsabilidade, lançado em 2016, tem orientações importantes para prestadores de serviços da área e está baseado em quatro princípios do desenvolvimento sustentável:

  1. Sustentabilidade Ambiental: defende o desenvolvimento do turismo com a manutenção da diversidade de recursos naturais;
  2. Sustentabilidade Sociocultural: assegura o desenvolvimento da atividade turística e a preservação da cultura local, mantendo os valores da população e fortalecendo a identidade da comunidade;
  3. Sustentabilidade Econômica: defende a distribuição equilibrada dos benefícios gerados pela atividade turística;
  4. Sustentabilidade Político-Institucional: assegura a existência de parcerias e compromissos firmados entre o governo e as comunidades.

Agora que você já sabe o que é turismo sustentável e por que ele é tão importante, separamos algumas dicas de viagem para aproveitar seus próximos destinos com equilíbrio e respeito!

Como fazer turismo sustentável?

Se você gosta de turismo ecológico, certamente, já ouviu falar em algumas das dicas abaixo. Apesar de serem muito populares entre destinos cujo forte é composto pelas atrações naturais, as orientações que reunimos valem para qualquer perfil de viagem.

Por isso, tome nota e comece já a transformar sua relação com os destinos visitados!

Escolher bem os fornecedores

O turismo sustentável começa bem antes de colocar os pés no destino escolhido: na verdade, uma das formas mais eficientes de equilibrar o impacto gerado nos locais visitados é escolhendo fornecedores conscientes da importância de respeitar os recursos ali disponíveis.

Escolher destinos de forma estratégica

Viajar em alta temporada pode ser a única opção de quem tem férias apenas uma vez ao ano, mas a escolha consciente do destino pode ser uma forma eficaz de fazer turismo sustentável.

Evitar locais superlotados ajuda a poupar os recursos ali disponíveis. Além disso, escolher destinos menos populares é uma forma de ajudar a desenvolver a economia do local, um dos pilares do conceito-chave deste artigo!

Valorizar a economia do local visitado

Ajudar a desenvolver a economia local é uma excelente forma de fazer turismo sustentável. Por isso, uma vez visitando um destino, priorize restaurantes, lojas e feiras de comerciantes locais.

Aproveite a oportunidade para conhecer um pouco mais sobre a cultura da região e sobre os principais produtos desenvolvidos pela comunidade.

Cuidar dos resíduos gerados

Você sabia que 80% do lixo do mar tem origem terrestre e, entre outros fatores, está ligado à gestão inadequada dos resíduos por turistas? É o que aponta a pesquisa do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo.

Conhecer as melhores praias é o desejo de muitos, mas é fundamental assumir a responsabilidade com o lixo gerado. Do contrário, os cenários paradisíacos podem dar lugar a verdadeiros cenários de filmes de terror em poucos anos.

Não explorar os recursos locais de forma desequilibrada

“Não tire nada, além de fotos; não deixe nada, além de pegadas”. Essa mensagem, muito popular em praias e parques naturais, resume com perfeição o que nossa última dica quer dizer.

Ao visitar um lugar, cuide para consumir apenas aquilo que é realmente necessário. Evite o desperdício de água, energia e outros recursos.

Além disso, não explore animais em nenhuma situação. Antes de fazer um passeio estilo safári ou de fotografar ao lado de elefantes, por exemplo, volte à primeira dica da lista e pesquise sobre a idoneidade da instituição visitada e da empresa que fornecerá a experiência.

Por fim, não retire animais de seu habitat natural. Estrelas do mar, peixes exóticos e pássaros são, sim, belíssimos exemplares da fauna brasileira, mas não devem ser tratados como souvenires!

Depois de ler nosso artigo sobre turismo sustentável, temos a certeza de que você mudou sua forma de enxergar os passeios a novos destinos, não é mesmo?

Que tal, então, compartilhar o conteúdo em suas redes sociais e nos ajudar a levar esse importante conceito para mais apaixonados por viagens? Ah! E prepare-se, vêm novidades por aí! Porque #ViajarFazBem!

Você-precisa-viajarPowered by Rock Convert