fbpx
Lista de viagemPowered by Rock Convert

Caroline Meerholz é Diretora de Pessoas e Tecnologia na SBTUR Viajar Faz Bem, mãe da pequena Lívia, é a nossa primeira homenageada no mês das mães.


 Mãe jovem, mulher forte e decidida, Carol conta que seu mundo ficou mais claro e colorido quando se tornou mãe da pequena Lívia, sua conexão de vida. Ao apresentar o mundo para um ser humano que vai fazer diferença nele, a maternidade possibilitou a ela redescobrir esse mundo, redescobrir as coisas.

Encorajar sua filha a caminhar, correr sem cair e agora andar de bicicleta, acompanhar cada pedacinho de avanço, transferindo o que sabe e deixando aquela pequena pessoa ser feliz, fazendo suas escolhas, acolhendo, mas sabendo que ser mãe também é ser dispensável.

 Como mãe de menina ainda criança, perguntamos como é ser uma pessoa apaixonada por viagens e independência, incluir a Lívia em suas aventuras. 

“É 100% possível incluir minha filha em minhas viagens. A primeira vez que fizemos uma viagem interestadual, ela tinha apenas 30 dias e no primeiro ano de vida dela, ela viajou muito. Sempre eram viagens a passeio, mas havia logística muito grande. Tudo é possível, desde que você queira fazer isso, compartilhar esse momento com seus filhos. O pano de fundo de sua viagem, é o que você estiver sentindo e os filhos sentem isso, eles são nossos filtros, entendem nossas emoções.” 

Ela compartilha uma memória marcante também:

“A lembrança mais incrível que tive até agora, foi indo para Maceió com ela. Lívia corria pelo aeroporto contando a todos para onde estávamos indo e que na hospedagem tinha um lugar imenso para ela brincar. Ela estava muito feliz, porque nós estávamos muito felizes e realizados com essa viagem. Todos os detalhes são importantes e até nisso, o Clube me ajudou a verificar até sobre estrutura para receber crianças.” 

Confira aqui, os melhores hotéis nordestinos.

E para finalizar esse depoimento muito emocionado, a mãe Carol afirma: 

“A gente precisa respeitar o tempo do outro. Cada pessoa tem seu ritmo, seu momento. Os filhos não falam quando a gente quer que eles falem, falam quando eles estiverem prontos para isso, eles não vão engatinhar quando a gente quiser isso. Saber esperar tem sido meu maior aprendizado como mãe. Pude entender que, gerar uma vida, ensinar, dar carinho e se colocar sempre à disposição para minha filha, é que o tempo que ela levou e vai levar para entender cada passo que der, será no tempo dela, não no meu. É um respeito muito grande, é empatia pura. Eu sou forte e corajosa, sou mulher e mãe!”

Gostou, viajante? Que tal compartilhar com sua mãe a postagem para planejarem uma viagem incrível? ♥

planejar-feriasPowered by Rock Convert